Combate ao Abuso Sexual de Crianças e Adolescentes é tema de congresso realizado na Unimar

A Universidade de Marília (Unimar), em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde e de Assistência Social, realizou congresso com renomados especialistas para debater a prevenção e acolhimento de crianças e adolescentes vítimas de violência sexual. O evento foi realizado em alusão ao Dia Nacional de Combate ao Abuso Sexual de Crianças e Adolescentes.

A Coordenadora do CREAS (Centro de Referência Especializado de Assistência Social), a assistente social Andréa Luiza Mataran Carrera, contou que é fundamental debater sobre o tema, principalmente os profissionais que estão na linha de frente do atendimento. 

“É fundamental que estes profissionais estejam unidos e que montem um fluxo de atendimento às crianças e adolescentes. Desta maneira, vamos conseguir constatar a violência de forma mais eficiente. Além disso, essas discussões tornam a equipe ainda mais capacitada para acolher as vítimas de forma mais humana e interromper a violência o mais rápido possível”, esclarece.

Ainda segundo a Coordenadora, há um dia voltado à reflexão sobre o tema, mas é um assunto que precisamos estar atentos todos os dias. “O dia 18 de maio foi escolhido em memória ao “Caso Araceli’, uma menina de 8 anos que foi violentada e assassinada na década de 70, um crime que chocou o país, mas na verdade a violência acontece todos os dias, então precisamos estar atentos a todos os sinais”, ressalta.

Uma das palestrantes convidadas foi a especialista em violência doméstica, a psicóloga Cristina Fukumori Watarai. Segundo ela, é importante a integração dos profissionais para atendimento qualificado. “Quis, através da minha palestra, fortalecer as questões do enfrentamento da violência, principalmente na rede de saúde do município. Mostrei a importância dos diferentes setores estarem unidos para pensar em alternativas e protocolos que garantam a prevenção e proteção à criança e adolescente”, explicou.

A outra especialista convidada para o debate foi a especialista em atendimento à vítima, a Alessandra Rocha Santos Silva. Para ela, a principal questão é a prevenção. “Precisamos esclarecer o tema principalmente para as crianças. Temos que orientá-las de acordo com a faixa etária, apresentando o tema de forma adequada, para que esta criança e adolescente possam, de alguma forma, desenvolver mecanismos de proteção”, diz. 

Além disso, segundo a especialista, é importante criar vínculos com as crianças, para que elas se sintam confortáveis a falar em caso de abuso. “Muitas crianças não identificam uma pessoa de confiança para que elas consigam expressar o que estão vivendo. É importante discutir o tema com todos os familiares, para que todos estejam prontos para acolher a criança em um momento como este, que é delicado e traumático”, finaliza.

Download Premium WordPress Themes Free
Download WordPress Themes Free
Download WordPress Themes Free
Download Premium WordPress Themes Free
udemy paid course free download
download lava firmware
Download Best WordPress Themes Free Download
free download udemy paid course

Publicado por em 6 de agosto de 2019 | 137

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!