trote solidário 2022

Trote Solidário da Unimar: Acadêmicos revitalizaram a Escola Estadual Antônio Augusto Neto

A 11ª edição do Trote Solidário da Universidade de Marília reuniu mais de 250 acadêmicos, professores, coordenadores e colaboradores, além da comunidade local, em um mutirão da cidadania, resultando na revitalização e criação de ambientes que vão auxiliar o desenvolvimento das crianças e adolescentes.

A Universidade de Marília realizou a 11ª edição do Trote Solidário, um mutirão da cidadania que tem o objetivo de despertar o lado humanístico da comunidade acadêmica, bem como criar ambientes, em escolas públicas, que vão apoiar o desenvolvimento educacional dos alunos. Este ano, o projeto foi realizado na Escola Estadual Antônio Augusto Neto, local que vem sofrendo com a falta de repasse de verba do governo estadual e federal.

Segundo a Pró-reitora de Pesquisa, Pós-graduação e Ação Comunitária da Unimar, Fernanda Mesquita Serva, o Trote Solidário é uma grande oportunidade para os acadêmicos e para a comunidade. “O trote solidário é um dos principais eventos de integração acadêmica da Unimar. Ele é tradicional na nossa cidade, favorecendo a comunidade. No Trote Solidário não vestimos a camisa de um curso específico, vestimos todos a camisa Unimar, a camisa do bem para comunidade. Eu gostaria de agradecer a secretaria estadual de educação pela parceria de sempre”, destaca.

O Trote Solidário da Unimar começou há 13 anos. Em 2020, a ação já seria realizada na Escola Estadual Antônio Augusto Neto, mas precisou ser cancelada, uma semana antes, por causa da pandemia do coronavírus. Agora, com a retomada das atividades, após a campanha de imunização, o projeto foi retomado.

De acordo com um dos coordenadores do Trote Solidário, o analista de atendimento Wladimir Belo, há mais de um mês a equipe trabalhou intensamente. “Nossa equipe se empenhou muito neste projeto, porque queríamos entregar espaços lindos e que vão contribuir com o aprendizado dos alunos. Não medimos esforços para isso, mas, é importante ressaltar, que nosso objetivo não é entregar algo pronto para a escola e sim, construir com eles este ambiente. O projeto foi desenhado em conjunto com os professores, pais e os próprios alunos, além dos empresários e comunidade que cerca a escola, porque a nossa intenção é construir uma rede do bem para que, assim que terminarmos o projeto, toda a comunidade possa aproveitar e cuidar deste espaço”, explica. 

A escola ganhou nova pintura nos pátios, interno e externo, horta comunitária, sala de aula ao ar livre, reforma dos banheiros femininos e masculinos, projeto de jardinagem e a “sala maker”, que vai possibilitar aos alunos a criação de projetos de transformação e inovação. 

A diretora da Escola Estadual Antônio Augusto Neto, Vanessa de Lima Oliveira, estava emocionada com a ação. “Eu não tenho palavras para descrever a felicidade em ver todas estas transformações, porque este é um momento em que trazemos esperança para os alunos, colaboradores e a comunidade, já que ao revitalizar, trazer vida e cor, damos esperança a todos e mostramos que, apesar de todas as dificuldades, a escola tem chance de melhorar muito. Estes ambientes, além de trazer a perspectiva pedagógica, vão trazer um olhar em nível de animação aos alunos muito significativa”, descreve. 

Para a Dirigente de ensino da regional Marília, Ana Luiza Bernardo Guimarães, não há como deixar de ficar emocionado com o projeto. “Estar aqui neste dia e ver as paredes pintadas, as plantas, as reformas, ou seja, a vida que esta transformação trouxe é de se orgulhar. Estamos muito felizes com esta parceria com a Unimar e acho que, agora, começa um novo ciclo para a escola estadual Antônio Augusto Neto, por que um ambiente colorido, com mais cara de jovem, trás mais acolhimento e vai fazer com que estes meninos olhem para a escola, com proteção e cuidado, além de ter mais ânimo para apreender”, diz. 

Os acadêmicos, docentes e acadêmicos da curso de Arquitetura e Urbanismo, junto aos curso de Engenharia Agronômica, foram os responsáveis por criar todo o projeto de revitalização e criação de ambientes da escola, além da organização das frentes de trabalho durante a ação. 

De acordo com o coordenador do curso de Arquitetura e Urbanismo da Unimar, professor Fernando Neto, o Trote Solidário foi planejado e realizado com muito empenho por todos os voluntários. “Há dois anos o Wladimir, o Júlio César e eu começamos a coordenação dessa ação, que precisou de uma pausa por causa da pandemia, mas retomada com muita intensidade, com afinco maior e estamos colhendo ótimos resultados. É como eu sempre falo, o sorriso dos alunos engrandece o trabalho. Esta é uma proposta feita com muito carinho e muita dedicação e todos têm a ganhar, a escola e os alunos da Unimar, todo o processo é muito bacana neste sentido” declara. 

Ainda segundo o coordenador, o trabalho começou antes do grande dia, com a preparação dos alunos. “A gente preparou o projeto em cima das necessidades reais da escola, mas é importante ressaltar que antes deste dia, já foi trabalhado com os alunos a conscientização, porque é uma ação em conjunto, onde plantamos uma sementinha neles para que compreendam o que vem sendo feito para darem continuidade”, conta. 

Ao longo do dia, refeições foram preparadas pelo curso de Gastronomia da Unimar EAD para os voluntários. Empresas da cidade também contribuíram com a ação. Nossos agradecimentos ao Palácio das Tintas, GM Caçambas, Padaria São Judas, Igreja Bola de Neve e First Love. 

A equipe do HI Cores também apoiou a ação, sendo responsável pela pintura da escola. O proprietário da empresa, o Valdeir Henrique Inácio, disse que foi uma experiência maravilhosa. “É a primeira vez que participamos desta ação e estamos trabalhando de forma árdua para fazer com que a escola fique a mais bonita possível. Fomos convidados e trouxe meus funcionários para participar porque eu fiquei muito agradecido por estar envolvido no projeto em que estamos ajudando a comunidade”, declara. 

A equipe da BBG Construtora, que também apoio o projeto, foi responsável pela construção da acessibilidade aos espaços externos da escola. Para o proprietário, Darwin Bellusci Neto, o Trote é uma ação em que todos ganham. “Trouxemos nossa equipe para fazer alguns ajustes e fazendo escadas de acesso nós locais que não tem acessibilidade. É uma alegria poder ajudar a população e a gente ver que a Unimar está sempre empenhada em ajudar a população. Para a gente é um prazer estar aqui”, destaca. 

Mais de 250 alunos participaram do mutirão da cidadania, junto aos coordenadores, docentes e a comunidade. Para o aluno do curso de Medicina Veterinária, Pedro Henrique, foi um dia de muita aprendizagem. “Eu vim ajudar a escola, porque acredito que não devemos pensar só em nós, precisamos usar nosso tempo livre para ajudar. Eu já fiz muita coisa, pintei as paredes, mexi em adubo, plantei, ajudei a preparar o terreno com as pedras, fiz muita coisa, nunca havia feito isso antes, mas é uma ótima experiência, até porque muitas atividades são na terra e eu escolhi ser do agro, mas o mais importante é o que fizemos pela comunidade 

“, ressalta. 

O acadêmico do curso de fisioterapia da Unimar, Emerson Lopes da Silva, estava muito feliz em contribuir com a comunidade. “Eu decidi vir para ajudar, para ser solidário a esta comunidade. Já carreguei muita pedra para o espaço aberto e agora estou pintando, mas é gratificante saber que fiz parte desta transformação. Eu sempre penso que é um dever de todos nós fazermos algo pelas pessoas, para que elas se sintam bem e mais a vontade com o ambiente, principalmente o escolar”, conclui.

Fique por dentro!

Fique por dentro do Universo Unimar! Nos acompanhe em nossas redes sociais, no site e aqui no blog.

Premium WordPress Themes Download
Download WordPress Themes
Download Nulled WordPress Themes
Download WordPress Themes
free online course
download micromax firmware
Free Download WordPress Themes
free download udemy paid course

Publicado por em 5 de maio de 2022 | 850

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!

Notícias Unimar
Vídeos