vida_academica_abnt_graduacao_pos_graduacao_mestrado_doutorado_vestibular_universidade

Agências de Fomento

O que são as agências de fomento (CAPES, CNPq, FAPESP) e qual a relação com os Programas de Pós-Graduação?

Em matérias anteriores, citamos, como também usamos, como base, alguns documentos provenientes da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). Hoje, vamos apresentar um pouco mais sobre a CAPES e as outras principais agências de fomento que financiam – ou financiavam –  a educação superior/pesquisas no Brasil. 

Agências de fomento são, usualmente, órgãos governamentais que financiam pesquisas por meio de auxílios para compra de material permanente (i.e., equipamentos) e/ou de consumo ou concessão de bolsas para alunos/pesquisadores. Tais financiamentos podem ser de fluxo contínuo – pedidos durante o ano todo – ou por editais especiais – publicados em determinados períodos  (USP, 2016). 

Os maiores beneficiários dos recursosde diferentes órgãos federais e estaduais para fomentar a pesquisa científica são as Universidades Públicas e os Institutos de Pesquisa, em virtude da dimensão das atividades científicas desenvolvidas e dos cursos de Pós-Graduação Stricto Sensu (LOPES; OLIVEIRA, 2018). 

Segundo o Plano Nacional de Pós-Graduação (PNPG 2011-2020; BRASIL, 2010, p. 255),

[…] a identificação de todas as possíveis fontes de financiamento das atividades vinculadas à pós-graduação envolve certas dificuldades, devido à ausência de uma metodologia consolidada a ser aplicada pelas entidades e órgãos financiadores. Esta deficiência ocorre tanto com relação à coleta de dados quanto à análise dos mesmos e da sua projeção futura. […]

Portanto, nesta matéria vamos falar das maiores Instituições de fomento atuais no Brasil: na esfera federal, temos a CAPES (ligada ao MEC) e o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico(CNPq – ligado ao MCT) e, na esfera estadual, temos as Fundações de Amparo à Pesquisa –FAPESP, no caso do estado de São Paulo  (BRASIL, 2010).

Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes)

A CAPES provê meios para a expansão e consolidação da pós-graduação stricto sensu (mestrado e doutorado) no Brasil. Em 2007, a partir da Lei no 11.502, esta agência passou a atuar em várias frentes, diversificando apoios e programas, a saber (CAPES, 2019):
·Avaliação da Pós-Graduação stricto sensu
·Promoção da cooperação científica internacional; 
·Investimentos na formação de recursos de alto nível no país e exterior; 
·Acesso e divulgação da produção científica; e 
·Indução e fomento da formação inicial e continuada de professores para a educação básica nos formatos presencial e a distância. 

Para saber mais sobre a história da CAPES, clique aqui.

Agora, se você quiser saber mais sobre os Programas Institucionais no País, as Bolsas e Auxílios Internacionais e os Programas Estratégicos, clique aqui.

Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)

CNPq, agência do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), tem por finalidade fomentar a pesquisa científica e tecnológica, além de estimular a formação de pesquisadores brasileiros,por meio da concessão de bolsas ou auxílios (CNPq, 2019a).

Segundo informações obtidas no PNPG 2011-2020(BRASIL, 2010) e no próprio sítio eletrônico do CNPq (CNPq, 2019b), este órgão oferece:

  • Bolsas: todos os benefícios componentes das bolsas: mensalidades, taxas escolares, taxas de bancada, seguro-saúde, auxílio instalação, auxílio tese, passagens aéreas para bolsistas. Ressalta-se o oferecimento devárias modalidades de bolsas: ensino médio, graduação, pós-graduação, recém-doutores e pesquisadores já experientes do País e do exterior. Inclui recursos dos fundos setoriais; 
  • Auxílios: recursos de custeios e capital para a implementação de projetos, programas e redes de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D). Apoia, também, editoração e publicação de periódicos, promoção de eventos científicos e participação de estudantes e pesquisadores nos principais congressos e eventos nacionais e internacionais.Inclui os recursos dos fundos setoriais. 

Fundações de Amparo à Pesquisa (FAPs)

O incentivo à ciência também acontece por meio das FAPs. Essas entidades, ligadas aos respectivos governos estaduais,têm participado do processo de fortalecimento da formação de pessoal com recursos expressivos para a ciência nacional (BRASIL, 2010, 2017)

As FAPs atuam em quatro eixos (BRASIL, 2017):

  • pesquisa: financiamento de projetos;
  • formação de pesquisadores: concessão de bolsas;
  • inovação: programas e editais que associam pesquisadores e empresas; e
  • divulgação: apresentar para a sociedade os resultados alcançados pelas pesquisas.

Especificamente, a FAPESP (Estado de São Paulo) tem autonomia garantida por lei e está ligada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico. Seu orçamento anual correspondente a 1% do total da receita tributária do Estado (FAPESP, 2019).

A FAPESP fomenta a pesquisa científica e tecnológica por meio de Bolsas e Auxílios que contemplam todas as áreas do conhecimento e apoia pesquisas com potencial de desenvolvimento de novas tecnologias e de aplicação prática (e.g., BIOTA, Políticas Públicas, Parceria para Inovação Tecnológica – PITE, Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas – PIPE) (FAPESP, 2019). 

Para saber mais sobre os instrumentos de fomento à pesquisa oferecidos pela FAPESP, clique aqui

Após a leitura, podemos concluir que tais agências de fomento iniciam seus investimentos bem antes dos alunos/pesquisadores ingressarem na graduação ou pós. Informações como essa, muitas vezes, são desconhecidas por grande parte das pessoas. 

Além disso, devemos considerar que, até então, esta é a situação atual do cenário de investimentos na educação superior/pesquisas no Brasil, podendo modificar-se a partir dos acontecimentos políticos, remanejamento de investimentos, entre outros.

E agora, rumo ao fim da nossa Série, na nossa próxima matéria vamos falar um pouco sobre a “Vida de Pesquisador” no Brasil.

Quer conhecer as outras matérias da Série Vida Acadêmica? Clique aqui.

Mapa criado pela autora.

Referências

BRASIL. Plano Nacional de Pós-Graduação – PNPG 2011-2020. Coordenação de Pessoal de Nível Superior. Brasília, DF: CAPES, 2010. Disponível em: https://www.capes.gov.br/images/stories/download/Livros-PNPG-Volume-I-Mont.pdf. Acesso em: 17 set. 2019.
BRASIL.Conheça as instituições de fomento à pesquisa no País. Brasília, 2017. Disponível em: http://legado.brasil.gov.br/noticias/educacao-e-ciencia/2010/09/conheca-as-instituicoes-de-fomento-a-pesquisa-no-pais?TSPD_101_R0=e4991c3ac4aefa25838e0ff493c82f18cfs0000000000000000f9e8d9baffff00000000000000000000000000005d813251008c69bfa508282a9212ab2000099dea33f51526873b29b326b773073e3936dca54bce0f0f0903641c83fdb09e08278c29340a2800a0caa949fa15d53ed4765211b50d42cccbe01650de6c9acfc4e0124aa21ab9ad390143d9f8368f95. Acesso em: 17 set. 2019.
CONSELHO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO E TECNOLÓGICO [CNPq]. O CNPq. Brasília, 2019a. Disponível em: http://www.cnpq.br/web/guest/apresentacao_institucional. Acesso em: 17 set. 2019.
CONSELHO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO E TECNOLÓGICO [CNPq]. Bolsas e auxílios. Brasília, 2019b. Disponível em: http://www.cnpq.br/web/guest/apresentacao-bolsas-e-auxilios. Acesso em: 17 set. 2019.
COORDENAÇÃO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR [CAPES]. História e missão. Brasília, DF: CAPES, 2019. Disponível em: https://www.capes.gov.br/historia-e-missao. Acesso em: 17 set. 2019.
FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA DO ESTADO DE SÃO PAULO [FAPESP]. A FAPESP. São Paulo, 2019.Disponível em: http://www.fapesp.br/sobre/. Acesso em: 17 set. 2019.
LOPES, D. O.; OLIVEIRA, I. M. Órgãos de fomento da pós-graduação brasileira: a história do cnpq e da capes. V Congresso Nacional de Educação, Olinda, 2018. Disponível em: http://www.editorarealize.com.br/revistas/conedu/trabalhos/TRABALHO_EV117_MD1_SA3_ID5045_10092018131740.pdf. Acesso em: 17 set. 2019.
UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO [USP]. Agências de fomento à pesquisa. 2016. Disponível em: http://www.fcf.usp.br/pesquisa/subpagina.php?menu=121&pagina=664&subpagina=258. Acesso em: 17 set. 2019.

Autora: Tâmara Lindau: Fonoaudióloga e Mestra em Fonoaudiologia – UNESP/Marília; Doutora em Psicologia – UFSCar/São Carlos; Graduanda em Psicologia – UNIMAR/Marília

Download Premium WordPress Themes Free
Free Download WordPress Themes
Download Premium WordPress Themes Free
Download WordPress Themes
free download udemy course
download samsung firmware
Download Premium WordPress Themes Free
udemy course download free

Publicado por em 27 de dezembro de 2019 | 3.099

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!